• IBAP

Em 2022, IBAP e PUC-Rio promoverão Seminários sobre Narrativas do Antropoceno

Atualizado: Nov 9


O Instituto Brasileiro de Advocacia Pública e o Grupo de Pesquisa Direito, Ambiente e Justiça no Antropoceno - JUMA/NIMA/PUC-Rio, com o apoio da Associação dos Professores de Direito Ambiental do Brasil e do Programa de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) em Integração da América Latina (PROLAM/USP) promoverão em 2022 o 1º Ciclo de Seminários sobre as Narrativas do Antropoceno.


A coordenação técnica do ciclo está a cargo dos professores Guilherme José Purvin de Figueiredo e Danielle de Andrade Moreira. Dentre os Seminários planejados, destacamos os seguintes temas:.

Danielle de Andrade Moreira (Coordenadora do Grupo de Pesquisa Direito, Ambiente e Justiça no Antropoceno- JUMA/NIMA/PUC/Rio e Guilherme José Purvin de Figueiredo (Produtor e Apresentador do Podcast "Narrativas do Antropoceno", Presidente do IBAP).

Política no Antropoceno. Discurso Ambiental e Senso Comum no Estado Mínimo. Ascensão da Extrema-Direita e Perseguição de Ecologistas, Povos Originários e Afrodescendentes. Política Ambiental, Estado Policial, Milícias e Crime Organizado. Redes Sociais, Banalização do Mal e Imbecilização das Massas.

Economia no Antropoceno. Propriedade Burguesa e Meio Ambiente. Lobbies do Setor Petrolífero. Privatização das Águas. Greenwashing. Capital rentista, corporações gigantes, invisibilidade dos centros de decisão. A questão agroalimentar e o enfrentamento dos lobbies econômicos no âmbito da ciência e dos movimentos democráticos de trabalhadoras e trabalhadores do campo.

Resistência Democrática no Antropoceno. O que fazer no âmbito da democracia participativa? Resistência à Barbárie. Formação de Lideranças Ambientais Populares e Educação Ambiental. A importância da difusão do Direito Ambiental. Consumidores ou Cidadãos? Pequenas conquistas no contexto da emergência climática. O foco da Biodiversidade na Luta pela Mitigação dos Efeitos das Mudanças Climáticas. A Crise Ambiental e seus reflexos na Cultura: Ecologia, Literatura e Cinema. Mobilização pela Vida.


Estão previstos 10 Seminários ao longo do 1º Ciclo, todos eles com um caráter interdisciplinar e voltado ao enfrentamento da crise planetária da Democracia, da Biodiversidade, das Mudanças Climáticas e da Justiça Socioambiental, com a participação de conceituados professores das áreas do Direito, das Letras, da Geografia, da Engenharia etc.


Integrantes do Corpo Docente do 1º Ciclo de Seminários já confirmados:

  • Alfredo Portinari Maranca (Graduado em Direito e em Engenharia Química pela USP. Foi professor de Termodinâmica, Mecânica dos Fluidos e Transporte de Calor da USP. Mestre em Engenharia Química pela USP).

  • Danielle de Andrade Moreira (Doutora e Mestre em Direito pela UERJ, Coordenadora Acadêmica da APRODAB e Vice-Presidente da Região Sudeste do IDPV).

  • Elizabeth Harkot de La Taille (Professora do Departamento de Letras Modernas da Universidade de São Paulo)

  • Guilherme José Purvin de Figueiredo (Graduado em Direito e em Letras pela USP. Doutor e Mestre em Direito pela USP. Presidente do IBAP. Membro do Conselho Científico da APRODAB. Diretor de Ensino de Direito Ambiental do IDPV).

  • Ibraim Rocha (Advogado, Mestre em processo civil e Doutor em Direitos Humanos e Meio Ambiente /UFPA, Procurador do Estado do Pará).

  • Isabella Franco Guerra (Professora de Direito da PUC-Rio. Coordenadora Social da APRODAB).

  • José Nuzzi Neto (Graduado em Direito pela USP. Procurador Autárquico do DAEE-SP e Diretor do IBAP e da APRODAB).

  • Júlio César Suzuki (Graduado em Geografia pela UFMT e em Letras pela UFPR. Mestre e Doutor em Geografia pela USP. Atualmente é Professor Doutor II da Universidade de São Paulo e do Programa de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) em Integração da América Latina (PROLAM/USP).

  • Luciano J. Alvarenga (Doutor e mestre em Ciências Naturais, no âmbito do Programa de Pós-graduação em Evolução Crustal e Recursos Naturais, pela Universidade Federal de Ouro Preto. Doutorando em Ciências Jurídicas pela Universidade do Minho, Braga, Portugal. Graduado em Direito pela UFMG).

  • Patrícia Bianchi (Doutora em Direito pela UFSC, Pós-Doutora pela Faculdade de Direito da USP).

  • Ricardo Antônio Lucas Camargo (Professor de Direito da UFRGS. Coordenador Internacional do IBAP).

  • Roberta Oliveira Lima (Doutora em Sociologia e Direito pela UFF. Mestre em Gestão de Políticas Públicas pela UNIVALI)

  • Sheila Cavalcanti Pitombeira (Professora de Direito da UNIFOR. Coordenadora Geral da APRODAB).

Estão em tratativas os apoios institucionais de diversas outras entidades e instituições acadêmicas. Aguardem novas informações.

66 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo