• IBAP

Lygia Fagundes Telles


É com grande pesar que recebemos nesta manhã de domingo, a notícia do falecimento de uma das mais importantes figuras da Literatura Brasileira, Lygia Fagundes Telles. Autora de alguns dos mais importantes livros de contos do Século XX (Antes do Baile Verde, Seminário dos Ratos, A Estrutra da Bolha de Sabão, dentre outros), Lygia também era romancista (As Meninas, Ciranda de Pedra), mas o que poucos sabem é que exercia a Advocacia Pública no Estado de São Paulo, na condição de Procuradora de Autarquia (IPESP).

Lygia era graduada em Educação Física e em Direito pela Universidade de São Paulo. Venceu diversos prêmios literários, dentre os quais o Prêmio do Instituto Nacional do livro(1958); o Prêmio Guimarães Rosa (1972); o Prêmio Coelho Neto da Academia Brasileira de Letras (1973); o Prêmio Ficção da Associação Paulista de Críticos de Arte(1973); o Prêmio Pen Club do Brasil(1977); o Prêmio Jabuti da Câmare Brasileira do Livro(1980) e o Prêmio Pedro Nava, O melhor Livro do Ano(1989).

O Instituto Brasileiro de Advocacia Pública, que teve o privilégio de homenageá-la no ano passado, por ocasião do 25º Congresso Brasileiro de Advocacia Pública (veja aqui o vídeo do painel) decreta luto oficial de três dias pela morte dessa grande mulher, escritora e advogada pública, que tanto fez pelo engrandecimento da Literatura Brasileira.

São Paulo, 3 de abril de 2022


Guilherme José Purvin de Figueiredo (IBAP / Presidente)

117 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo