• IBAP

Editorial: Resgate das cores da seleção brasileira

O Instituto Brasileiro de Advocacia Pública - IBAP vem a público manifestar o seu júbilo pela vitória do Brasil no jogo contra a Sérvia. O resgate da cor amarela da seleção brasileira por toda a sociedade é ainda mais significativo quando sabemos quem foi o autor dos dois gols que selaram esse início promissor na Copa do Mundo, realizada por uma entidade de inidoneidade conhecida mundialmente, numa ditadura onde mulheres e a população LGBTQIA+ são violentamente reprimidas. O grande heroi da partida foi o jogador Richarlison. jovem de origem humilde que jamais se esqueceu do cenário de injustiça social existente no Brasil e que, no auge da pandemia, dedicou-se à defesa da ciência e contra o obscurantismo negacionista.

A partir de hoje podemos voltar a vestir a camisa amarela da seleção, sem receio de sermos confundidos com a canalha golpista.

IBAP, 24-11-2022

150 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo